Turismo S/A
Turismo S/A
Turismo S/A
Turismo S/A
Turismo S/A
Turismo S/A
Turismo S/A

Conheça as belezas naturais da cidade de Osorno, no Chile






Natureza e cultura se misturam em Osorno



O circuito Osorno- Puyehue, Rupanco-San Juan de la Costa oferece a mistura perfeita entre natureza e cultura, com expedições e esportes, termas e caminhadas por bosques milenares, museus e circuitos culturais, praias desertas e enseadas de pescadores.

Natureza

Osorno é conhecida como a “Cidade Parque” pela diversidade de parques em sua região. Entre os mais destacados há o Parque Chucaya, localizado à beira do Rio Damas, onde encontra-se o Parque Pleeistocénico, que tem esculturas de animais pré-históricos e restos de fósseis com mais de 12.500 anos.

Em Osorno a agricultura e a criação de gado são as principais atividades econômicas, mas na capital há também muitas opções de lazer na montanha e na lagoa.

Cultura

O Fuerte Reina Luisa conta com uma sala de exposições com maquetes em miniatura e figuras de personagens em tamanho real; a Plaza de Armas, onde fica a escultura do monumento ao Touro, o Pueblito Artesanal, o Mercadão Municipal; o Casino Sol, cujo interior permite um passeio pelo calçadão de estilo bávaro.

Ao percorrer a cidade, os visitantes vão encontrar o Museu Histórico Municipal, que tem exposições sobre a cultura Mapuche, as origens da cidade e a colonização alemã.

No seu patrimônio arquitetônico destaca-se a antiga estação de trem, onde está o Museu interativo, a Catedral de San Mateo, a Igreja San Francisco e as seis tradicionais casas de madeira do século XIX, declaradas Monumento Nacional. Os eventos de maior destaque são o Festival do Leite e da Carne, Osorno à fogo Lento, SagoFisur e o Festival Folclórico.

A cidade serve como ponto de conexão para os grandes destinos turísticos da região, como Puyehue e Rupanco, o centro de esqui Antillanca e a região litorânea do Oceano Pacífico.

Todos os serviços turísticos estão operando normalmente, como as Termas de Puyehue e Águas Calientes, o complexo turístico Antillanca, o “Auto Museo Moncopulli” e a Vila Entre Lagos.


Igrejas de Santiago: paredes históricas



Além de ser um centro industrial e político, Santiago também é um centro cultural. Sua grande variedade de teatros, museus, galerias de arte e eventos culturais reúnem um patrimônio cuja história é contada pelos muros da cidade. As igrejas encantam pela arquitetura, e são belos ícones de parte da história de Santiago.

Igreja de San Francisco y el Convento de la Orden


Construída entre 1586 e 1628 e localizada na Rua Londres, no centro de Santiago, esta igreja é um monumento arquitetônico nacional e a mais antiga da capital chilena. Seu altar principal é o lar de uma imagem da Virgem Socorro, ícone que foi venerado durante o período colonial.

Catedral Metropolitana de Santiago
Esta esplêndida catedral está localizada junto à Plaza de Armas, na mesma área em que muitos outros locais religiosos foram atingidos por terremotos. A construção começou em 1748 e terminou em 1800.

Basílica de La Merced
Membro da Ordem da Misericórdia, fundada em Barcelona, esta Basílica entrou para a sociedade eclesiástica chilena com a ajuda de Diego de Almagro. Ela abriga o túmulo de Ines de Suarez, uma figura histórica no Chile que, junto com Pedro de Valdivia, participou da conquista do país. Nela também se encontra o túmulo de Mateo de Toro y Zambrano, presidente da primeira reunião do governo que garantiu a assinatura da Lei de Independência. O ato é comemorado anualmente no dia 18 de setembro. Em 1760, a construção da basílica foi concluída.

Igreja de Veracruz
A construção desta igreja começou em 1852, e a obra foi declarada Monumento Nacional em 1983. Seu estilo neoclássico, uma cópia do Arco do Triunfo, é uma de suas principais características, mas o que atrai a maioria dos visitantes é a relíquia Veracruz (cruz de Cristo), doada por Carlos V.

Igreja e Convento Recoleta Dominica
A construção desta igreja católica, de interior surpreendente, começou em meados do século XVIII, mas seus claustros são do século XIX. O altar-mor foi enviado de Roma em 1850.


Um Guia da vida noturna no Chile



Quando se trata de vida noturna, Santiago domina o ritmo e oferece os melhores lugares para quem quer dançar.

Bellavista é um dos bairros mais representativos e pitorescos da cidade, e se destaca, entre outros, por sua famosa vida boêmia. Quando chega a noite, Bellavista torna-se um dos bairros mais visitados, tanto pelos habitantes de Santiago como por turistas. A grande quantidade de lojas de entretenimento faz do bairro o lugar ideal para os que querem aproveitar a vida noturna na capital. Há muitas opções, entre as quais está o Patio Bellavista, localizado na Rua Constitución, onde estão restaurantes, bares e shows artísticos. Mas há muito mais! Se você quiser explorar a área, a dica é caminhar pelas ruas Pío Nono, Dardignac e Antonia López de Bello. Estes lugares são clássicos no bairro, e ótimos para encontrar espaços para dançar e conhecer pessoas.



Na comuna de Vitacura, na avenida do mesmo nome, você encontra bares e pubs de diferentes estilos, que atendem diferentes gostos e idades – a maioria fica aberta ao público todos os dias. Alguns deles oferecem música ao vivo. Durante os meses de verão, seus terraços ficam ainda mais animados, lotados de locais e turistas.

A tradicional comuna de Ñuñoa oferece um panorama muito mais relaxado, ideal para os amantes da música; lá a dica é assistir um bom show de música ao vivo e beber cerveja artesanal. Nas proximidades da Praça Ñuñoa há muitos bares e pubs.

Mas além de Santiago, o Chile conta com outras localidades onde também é possível badalar à noite. A cidade de Valparaíso, que está próxima da capital e que também é conhecida por sua vida noturna, tem diversos cafés, restaurantes, bares e discotecas.

Na região sul há diversão o ano inteiro em Concepción e Valdivia, cidades universitárias.
Tem também a popular Pucón, que atrai milhares de visitantes no verão.

Mais ao norte, cidades como Arica e Iquique são famosas pelas opções de entretenimento. Ambas têm diversos bares e restaurantes. Arica tem uma oferta hoteleira ampla, um cassino e uma animada vida noturna. Suas praias estão entre as melhores no Chile, e despertam a vontade de surfar ou até nadar à noite. Perto de Santiago, a noite agrada a todos os gostos, desde quem procura por grandes e exclusivos bares na costa de La Serena, ou quer dançar nas discotecas das românticas ruas do bairro inglês de Coquimbo.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Divulgação

Postado por Angela Karam - 30/06/2015 às 12:09



Leia mais sobre Destinos Internacionais - Página inicial

Siga-nos no Facebook
www.facebook.com/Turismo-SA
Siga-nos no Instagram
www.instagram.com/turismo.sa