TURISMO-SA


DESTINOS INTERNACIONAIS

Natal "A La Créole" na Martinica



NATAL "A LA CRÉOLE" NA MARTINICA

[São Paulo, dezembro de 2016] Se à primeira vista, o Natal na Martinica é como em qualquer outro lugar do mundo, com casas decoradas e crianças ansiosas pela chegada do Papai Noel, na verdade ele conta uma história diferente.

A versão martinicana do pinheiro de Natal, a casuarina (ou pinheiro-casuarina) brilha tanto quanto uma noite estrelada no topo do Monte Pelée... A delicada flor que os martinicanos carinhosamente chamam de Fleuri Nöel (algo como Flor do Natal, em português) está, apenas nesta época do ano, em plena floração. E o típico presépio é recriado em miniatura ou com pessoas nas praças da cidade ou nas igrejas, com figuras humanas e animais de verdade.

Os Corais de Natal são o forte da temporada na Martinica e lá são chamados de Chanté Noël. Esta antiga tradição vem desde a Idade Média, na França, quando amigos e familiares se reuniam na casa uns dos outros para celebrar o nascimento de Cristo. Na Martinica, as músicas natalinas são cantadas com muito amor e adaptação crioula. Durante as três semanas que antecedem o Natal, as pessoas se reúnem nas casas umas das outras, trazem comida e cantam durante toda a noite. De costa a costa, de norte a sul, das aldeias de pescadores às aldeias do interior, as vozes de amigos, familiares e vizinhos se unem no Chanté Noël, acompanhadas pela batida de tambores, pelo ritmo da Ti bwa e, às vezes, por antigos violinos e acordeões. A partir do primeiro domingo do Advento até o dia de Natal, estes alegres encontros são uma das tradições mais estimadas da Martinica e uma vitrine perfeita do calor e do espírito do povo martinicano.



A tradicional ceia de Natal geralmente gira em torno de um tender defumado e caramelizado, marinado por dias, pasteizinhos típicos das Antilhas francesas – os pâtés salés antillais,inhame, boudin créole (espécie de linguiça picante) e um ragu apimentado de porco, servido com ervilhas. Tudo coroado pela bûche de Nöel ou "tronco de Natal", sobremesa típica desta época do ano, servida na França e outros países francófonos.

Outra especialidade na Martinica no Natal, quando laranjas e tangerinas estão em grande abundância, é o Shrubb, um delicioso e refinado licor, feito a partir de cascas secas destas frutas, xarope de cana de açúcar e rum branco. Outras bebidas festivas ainda incluem o ponche de rum Créole e bebidas alcoólicas aromatizadas com alcaçuz, coco ou hibisco.



Shrubb de Natal
Simples e autêntico, o Shrubb de Natal é um licor de laranja típico da Martinica



INGREDIENTES
Para 2 litros de licor
50 cl de essência de laranja
75 cl de rum branco - de preferência, AOC Martinica!
75 cl de xarope de cana-de-açúcar

Material
2 garrafas de vidro limpas e vazias

RECEITA
- Coloque todos os ingredientes em um recipiente de bordas altas. Misture com a ajuda de uma colher de pau.
- Experimente para deixar o shrubb a seu gosto: acrescente um pouco mais de xarope se preferir mais doce, ou mais rum se preferir um pouco mais forte.- Esterilize as garrafas limpas e secas com algumas gotas de rum: jogue um pouco de rum em cada garrafa, feche, agite bem e jogue o líquido fora. Suas garrafas estão prontas para serem usadas.
- Com a ajuda de um funil, coloque o licor nas garrafas. Adicione uma espiral de casca de laranja e um pau de canela (optativo).
- Conserve em um local seco e a temperatura ambiente até seis meses.
- Sirva como aperitivo com algumas pedras de gelo, como acompanhamento do presunto de Natal, assim como se faz na Martinica!

Bûche créole ao shrubb e geleia de goiaba



Tempo de preparo: 2 horas + 5 horas de repouso
Tempo de forno: 15 minutos
Para 8 pedaços


INGREDIENTES
Para a massa
3 ovos
90 g de açúcar
80 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 pitada generosa de canela em pó
1 colher de sopa de essência de baunilha
1 copo grande + 2 colheres de sopa de Shrubb
200 g de geleia de goiaba

Para a cobertura
1 clara de ovo
Suco de ½ limão
250 g de açúcar de confeiteiro peneirado

Material
1 placa para assar
Papel filme ou papel manteiga
Decoração a sua escolha

RECEITA

- Preaqueça o forno a 170°C.
- Em um saladeiro, bata os ovos com o açúcar por cerca de 6 minutos, lentamente durante o primeiro minuto e depois mais rápido. A mistura deve ficar homogênea, macia e dobrar de tamanho.
- Acrescente o sal, a baunilha, o Shrubb e a canela em pó. Misture novamente por alguns segundos. Acrescente a farinha de trigo peneirada e incorpore à massa delicadamente, com a ajuda de uma espátula. A massa deve continuar homogênea, macia e aerada.
- Prepare uma placa de 27 cm x 36 cm – disponha o papel filme (ou papel manteiga) no fundo da placa, despeje a massa e espalhe bem.
- Leve ao forno e deixe assar por 10 a 15 minutos.
- Desenforme assim que terminar de assar em cima de uma folha de papel manteiga. Deixe esfriar.
- Pincele a massa generosamente com Shrubb. Deixe embeber a massa enquanto esfria.
- Em seguida, cubra a massa com geleia de goiaba. Enrole a massa, como um rocambole, delicadamente.

Prepare a cobertura
- Misture a clara de ovo e metade do açúcar de confeiteiro com o auxílio de uma espátula. Incorpore o restante do açúcar aos poucos.
- Acrescente o suco do limão e misture novamente por alguns segundos. A mistura deve ficar lisa, brilhante e espessa.
- Coloque a cobertura com a ajuda de uma espátula. Para uma cobertura mais espessa, adicione várias camadas, deixando secar bem entre cada aplicação.
- Decore como preferir. Deixe secar em temperatura ambiente.

Pâtés salés (pasteizinhos típicos das Antilhas francesas)



Tempo de preparo: 1h30
Tempo de forno: 25 minutos
Para aproximadamente 30 pasteizinhos


INGREDIENTES
Para o recheio
430 g de copa-lombo de porco
100 g de carne para fazer linguiça sem tempero (pode ser embutidos)
40 g de cebolas
50 g de cebolinha
Suco de ½ limão siciliano
2 dentes de alho
½ pimenta
4 g de sal
2 g de mélange quatre épices (mistura de pimenta-do-reino, noz-moscada, cravo em pó e canela em pó)
2 g de tomilho
10 ramos de salsa
2 cravos-da-índia
1 folha de louro
Vinagre branco

Para a massa
400 g de farinha
132 g de manteiga
70 g de banha de porco
100 ml de água
4 g de sal
2 ovos

RECEITA
- Preaqueça o forno a 210°C.
- Em uma superfície lisa e limpa, coloque a farinha e o sal. Faça um buraco no meio da mistura de farinha e sal e coloque a manteiga e a banha de porco no centro. Misture com os dedos.
- Faça um buraco no meio da massa e incorpore a água aos poucos. Misture até obter uma massa homogênea.
- Leve a massa à geladeira, envolta por papel filme, e deixe repousar por 30 minutos.
- Em uma panela, coloque a copa-lombo de porco, os cravos-da-índia e a folha de louro. Cubra com água e adicione cerca de uma colher de sopa de vinagre branco e leve ao fogo por 10 minutos, a contar a partir da ebulição.
- Em um mixer, corte finamente a cebola, o alho, a cebolinha, a salsa e a pimenta fresca.
- Assim que a carne estiver cozida, passe-a no mixer também.
- Em um saladeira, misture a carne para linguiça com a carne de porco cozida. Incorpore a mistura de alho, cebola, salsa e pimenta. Junte os temperos (tomilho, quatre épices), o sal e o suco de limão. Com as mãos limpas, mexa tudo e reserve.
- Leve uma panela ao fogo com um fio de azeite. Quando estiver bem quente, incorpore a mistura do recheio e cozinhe por aproximadamente 10 minutos.
- Retire a massa da geladeira. Coloque um pouco de farinha na superfície em que irá trabalhar a massa. Corte-a em duas porções para facilitar.
- Abra a primeira porção de massa até obter uma espessura de dois milímetros. Com a ajuda de um copo, corte a massa em rodelas. Com os dedos, coloque um pouco de água no contorno de cada massinha.
- Com uma colher, coloque o recheio no meio da massa. Deposite outro disco de massa por cima e feche as bordas com o auxílio de um garfo.
- Em uma tigelinha, separe as gemas dos ovos e misture com três colheres de sopa de água. Passe essa mistura em cada pastelzinho.
- Leve para assar por 20 a 25 minutos. Sirva quentinhos!

Fonte: Assessoria de Imprensa

Postado por Angela Karam - 02/12/2016 às 12:21



Leia mais sobre Destinos Internacionais - Página inicial