×
DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS NEWS BY PR NEWSWIRE ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS SERVIÇOS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam
DESTINOS INTERNACIONAIS

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Riviera Francesa - Novidades 2013



Provence-Alpes-Côte d’Azur



A região Provence-Alpes-Côte d’Azur é uma terra abençoada pelos Deuses! Suas riquezas naturais e patrimoniais são tantas que valem a pena visitar!

Banhado pelo Mediterrâneo, este mar, que é sinônimo de sol, perfumes e cultura milenar, é onipresente em nossa região. Ele assume todas as formas: selvagem em Camargue, autêntico em Calanques, preservado nas ilhas Lérins, Port Cros e Porquerolles, chique nas estações balneárias da Côte d’Azur ou ainda portuário nas cidades! Mesmo o interior da região é impregnado dessa cultura mediterrânea, que a torna especial e seduz os visitantes.

Para ajudá-lo a viver plenamente esta região ,vamos mostrar o que você não pode deixar de conhecer e ver ! Agora é a sua vez de criar a sua própria história em Provence-Alpes-Côte d’Azur!

Para começar a viagem, nada melhor do que visitar nossas cidades simbólicas! Cada uma com sua personalidade bem distinta, elas se oferecem a você:

Provence-Alpes-Côte d’Azur
Marseille, o ritmo do Mediterrâneo

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Marseille, o ritmo do Mediterrâneo

Marseille dá o ritmo do Mediterrâneo. A mais antiga cidade da França é animada e multicor. De seu velho porto até o centro, passando pelo bairro típico do Panier ou pela magnífica Corniche, todos os ingredientes se reúnem para uma linda estadia cheia de cores!

Que tal degustar o pastis, bebida local feita de anis, no famoso Bar de la Marine, que serviu de cenário para a filmagem da trilogia de Marcel Pagnol. Ou Adiante pegar o Ferryboat, uma pequena embarcação que permite atravessar o porto para chegar à Prefeitura de Marseille e ao antigo bairro do Panier. Neste passeio, o visitante fica envolvido pelo ambiente portuário e popular do século XIX, com ruelas estreitas, roupas estendidas entre dois imóveis e palacetes coloridos. Pode-se também visitar o museu da Vieille Charité, obra de arte da arquitetura barroca coberto por uma curiosa cúpula.

Passeando pela cidade conhece a história através de sua arquitetura: o porto antigo greco-romano, a abadia de Saint-Victor, herança da Idade Média, o Hôtel de Ville, obra de Pierre Puget, a Rua da République , a construção de Le Corbusier, chamada em seu tempo de “a cidade do Fada”, ou ainda a Torre CMA CGM da arquiteta Zaha-Hadid.

Não se pode passar por Marseille sem visitar a Virgem de la Garde que, debruçada a 160m, domina e protege a cidade. Do alto, uma magnífica vista de 360° deixa admirar a cidade. As ilhas do Frioul e mais longe, na direção do interior, as colinas do Garlaban. O edifício romano-bizantino tem no alto uma bela estátua dourada da virgem que chamamos “A boa-mãe”. Na parte interna descobrimos numerosas oferendas e um magnífico mosaico, além de marselheses de todas as raças e religiões vindo pedir proteção da Santa, e até de seu querido time de futebol, o Olympique de Marseille!

Não deixe de dar uma volta de corniche, ligando o centro da cidade às praias do Prado, da Ponta Vermelha e das enseadas selvagens à água turquesa! Um passeio de barco para visitar o castelo de If, essa fortaleza concebida no reinado de François I, que Alexandre Dumas e seu conto romanesco de Montecristo tornaram célebre.

E para terminar com uma nota gastronômica, uma degustação de uma boa “bouillabaisse”, especialidade local à base de peixes mediterrâneos temperados com açafrão e seu caldo!

Saiba mais www.br.marseille-tourisme.com

Provence-Alpes-Côte d’Azur
Aix-en-Provence sobre os passos de Cézanne

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Aix-en-Provence sobre os passos de Cézanne

Aix-en- Provence - Capital histórica da Provence, vizinha de Marseille, é muito diferente. Ela tem o charme de suas casas renascentistas por causa de sua riqueza arquitetônica, foi chamada no século XVIII de “A Pequena Versailles”. É um ótimo lugar para passear com toda a calma, sobre os passos de Cézanne, que ali viveu e se inspirou.

Conheça a Place de la Rotonde e sua linda fonte, subia ao Mirabeau, sempre admirando os casarões dos séculos XVII e XVIII em volta. Três fontes pontuam o passeio, e entre elas a famosa fonte de espuma com uma água que atinge 34°C. Ao olhar para cima, admirar o terraço do Hotel d’Espagnet, suspenso por gigantescas atlântidas esculpidas por Pierre Puget. Uma passada pelo terraço do “ Deux garçons “, para o prazer de olhar o espetáculo da rua, e depois chegamos à extremidade do pátio onde o rei René espera o visitante em seu trono, sobre sua fonte, com um cacho de uvas na mão!

Passando pela ruela Agard, chega ao Palácio da Justiça, rodeado por casas renascentistas. Olhamos um pouco as vitrines das ruazinhas até chegarmos em frente ao monumental edifício da Prefeitura, de estilo barroco e dominado pela Torre do Relógio, que é a referência dos habitantes de Aix!

A alguns passos, a Catedral Saint-Sauveur, cujas primeiras pedras foram postas no século V , e em frente, a antiga Faculdade de Direito onde estudou Paul Cézanne! Para fazer uma pausa e relaxar, as termes Sextius, antigas termas romanas transformadas em complexo hidrotermal, ficam bem ao lado.www.thermes-sextius.com

Antes de subir às alturas de Aix para visitar o ateliê de Cézanne, uma passada pelo bairro Mazarin é fundamental. Ali fica o magnífico museu Granet e sua sala Cézanne com 9 obras do artista. Os admiradores do Mestre poderão conhecer os bairros e lugares onde ele viveu seguindo as marcas de sua inicial “C” que aparecem durante todo o percurso “Sobre os passos de Cézanne.”

Saiba mais: www.cezanne-en-provence.com

Do lado de Puyricard, no norte de Aix, a propriedade vitícola “Château La Coste” , famosa pela fineza dos seus vinhos, escolheu aliar arte e natureza. Disseminadas entre vinhas e oliveiras, numerosas obras de arte de artistas famosos ladeiam-se, para o maior prazer dos visitantes.
www.chateau-la-coste.com

O que comprar:

- Os calissons, deliciosa guloseima feita com pasta de amêndoas e coberta com uma folha muito fina, essa especialidade da região era distribuída aos fiéis durante as grandes festas religiosas. www.leonard-parli.com

- Os chocolates de Puyricard, conhecidos por serem refinados e originais e pela sua qualidade graças à sua elaboração artesanal. Os ateliês de preparação podem ser visitados de segunda a quinta, e pode-se até fazer um curso com um “maître-chocolatier” nas sextas e nos sábados (verifique online a disponibilidade). www.puyricard.fr

- O azeite, capital da azeitona desde o século XVIII, Aix obteve a denominação controlada AOC para o seu azeite.

Saiba mais: www.huile-olive-aix-en-provence.com

- Os vinhos de Aix-en-Provence, têm denominação de origem controlada. Os tintos com várias cepas são, conforme a montagem, vinhos jovens e aromáticos ou vinhos encorpados. Os rosés frutados devem ser degustados frescos!

Conheça mais: www.vinsdeprovence.com

- Incontornável: ir ao mercado em Aix... de flores, legumes, roupas, brechó e antiguidades, há mercados todos os dias!

Saiba mais: www.aixenprovencetourism.com

Provence-Alpes-Côte d’Azur
Arles entre Camargue e Alpilles

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Arles entre Camargue e Alpilles

Arles, a cidade, que os romanos chamavam de Pequena Roma, oferece uma verdadeira viagem no tempo. Graças à sua cultura múltipla, ela é mais que uma cidade, é um estado de espírito! Para impregnar-se, passeie pelo Boulevard des Lices, com seus grandes plátanos e seus terraços animados.

Subindo ao jardim de verão e depois à Porta de Laure, você terá acesso à Arles Antiga! Em seguida, você chegará ao majestoso anfiteatro chamado “Arena, recentemente restaurado, onde acontecem as touradas na Páscoa e no início de setembro. Bem ao lado, o teatro antigo, construído no Século I a.C., pode se admirar os vestígios do muro do palco: duas magníficas colunas. No verão, muitos espetáculos são encenados nesse ambiente histórico! A alguns passos dali, descendo as ruelas rodeadas de casarões, chega-se à Praça do Fórum, onde se encontravam, no tempo dos romanos, os trabalhadores que vinham oferecer seus serviços por dia. Van Gogh a tornou célebre com seu quadro "Terrasse du Café, la nuit".

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Arles entre Camargue e Alpilles

O lendário Hotel Nord Pinus que viu passar tantas celebridades, como Picasso, por exemplo, lá está com suas duas colunas coríntias, restos do templo de Zeus.

Um tour que vale a pena é conhecer as igrejas de Saint- Trophine, Saint – Honorat além do Museu Arles Antique. O Museu Réattu, antiga comenda da ordem de Malta, expõe uma bela coleção. Uma sala é inteiramente dedicada a Picasso, que era apaixonado por esse museu e lhe deixou uma série de desenhos! As cores e o estilo arlesianos inspiraram também o famoso costureiro Christian Lacroix, filho da região.

Arles abre-se ao sul no território Selvagem da Camargue, com seus touros, seus cavalos, e a maior migração de flamingos rosas na Europa, e está rodeada no norte pela cadeia e pelo vale dos Alpilles, com seus grandes campos de oliveiras e seus vilarejos típicos, tais como Maussane, Fontvieille, Mouriès…

Impõe-se uma pausa medieval nos Bauxde-Provence, classificado como “o vilarejo mais bonito da França”.

A alguns quilômetros, Saint-Rémy-de-Provence, que inspirou algumas das obras mais famosas de Vincent Van Gogh (les Iris, l’Asile Saint-Paul) e que contém alguns tesouros da arquitetura antiga romana, tornou-se hoje um viveiro de criadores e artistas.


Provence-Alpes-Côte d’Azur
Avignon, cidade dos Papas

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Avignon, cidade dos Papas

Avignon é mundialmente conhecida por sua famosa ponte Bénezet, e também pelo seu Palácio dos Papas, esse imponente edifício de 15 000 m2. Para começar a visita à cidade, o ideal é partir do Palácio constituído de duas partes: o palácio velho, construído pelo Papa Benoit XII em 1334, e o palácio novo, construído por Clément VI em 1342. Entrando no edifício, chega se ao pátio que serve de cenário para o conhecido Festival de Teatro de Avignon. Em seguida é possível conhecer os aposentos do Papa, a Grande Audiência e a Grande Capela. Antes de deixar o palácio, vale à pena passar na Bouteillerie, onde se pode degustar famosos vinhos, como os Châteauneuf-du-Pape ou Côtes du Rhône.

Depois faça a caminhada dos Papas, contornando o palácio, para apreciar suas proporções monumentais até a Place de la Mirande. Sobre o rochedo de Doms, no belo jardim de essências variadas, admire o rio Rhône, a ponte Bénezet e Villeneuve-les- Avignon. Descendo de volta à praça do palácio e antes de visitar a praça do relógio, você poderá admirar a fachada do século XVII da Casa da Moeda.

Avignon é uma cidade da Provence em que a cultura contemporânea e o patrimônio excepcional aliam-se a um acordo perfeito, como testemunha a recente doação de Yvon Lambert, colocada em Avignon, que réune as obras dos maiores artistas de arte contemporânea: Cy Twombly, Sol Lewitt, Niele Toroni, Basquiat, Nan Goldin…e favorece a apresentação regular de exposições de porte internacional .

Passeando pela velha cidade, em cada canto uma surpresa o espera: a casa de Sade, o convento dos Celestinos, a rua dos Tintureiros, a capela dos Penitentes ou ainda a casa do rei René.

Continue até o mercado para conhecer os produtos da região e fazer suas compras! Saia da velha cidade para dar uma volta pelos baluartes do século XIV. Depois, vá para a famosa ponte de Avignon, ou Ponte Bénézet, construída conforme a lenda do jovem pastor de mesmo nome


Provence-Alpes-Côte d’Azur
Saint-Tropez, a cidade agitada

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

A cidade agitada ,ponto de encontro dos ricos e famosos no verão, reencontra a calma de um pequeno porto de pesca fora da temporada, com suas pequenas praças arborizadas, seus cafés nos terraços e suas praias de areia fina! A alguns quilômetros da animação de Saint-Tropez cultivam-se vinhedos verdejantes.

"Saint-Tropez, na entrada do admirável golfe chamado Golfe de Grimaud, é a capital desse pequeno reino sarraceno cujas cidades edificadas no alto das montanhas que as protegiam dos ataques ainda são plenas de casas maurescas com suas arcadas, janelas estreitas e pátios internos onde cresceram as primeiras palmeiras que agora ultrapassam os telhados.”

Foi assim que Maupassant descreveu, em 1887, essa cidade de pescadores que ficou famosa desde Signac, Matisse, Colette. Picasso, inspirado pela magia do lugar, desenhou “A odalisca” e Françoise Sagan e Brigitte Bardot transformaram a cidade no poento de encontro das celebridades!

Mas além dos clichés, é também a incrível luz, um golfe único, um charmoso vilarejo que escondem os tesouros pedindo para serem descobertos!

De manhã, quando a água da baía ainda dorme, pode-se passear pelo porto e ver o charme das fachadas coloridas e de seus terraços. Tome um café no “Sénéquier” , frequentado na época por Errol Flynn e Eluard, e não deixe de admirar os pequenos e grandes barcos que ancoram ali.

Caminhando pela velha cidade, você chegará, guiado pelo sino, à Igreja de Notre-Dame de l’Assomption. De estilo barroco italiano, ela abriga o busto de Saint-Tropez.

Deixe-se levar pelo charme das ruelas e chegue à Place des Lices, onde você assistirá, no “Café des Arts“, memoráveis partidas de petanca, jogo de bolas muito apreciado pelos nativos e pelo jet-set!

Para entender o que foi a celebridade de Saint-Tropez desde o século XIX, visite o Musée de l’Annonciade. Lá você poderá admirar os Signac, mestre do pontilhismo, que seduz pela magia do lugar e atrai os pintores mais talentosos de sua época. Obras de Matisse, Braque, Maillol, entre outros, fazem parte da coleção!!!

Para ver o mais belo panorama do golfo, é preciso um certo trabalho. É preciso subir até a cidadela (do início do século XVII), de onde se vê toda a cidade e o mar!! Aos seus pés você verá um emocionante cemitério marinho lambido pelas ondas!

Para conhecer a natureza de Saint-Tropez, faça uma caminhada a pé, partindo da Torre do Portalet à beira do mar até a mítica praia de Pampelonne, passando pela baía de Canebiers e pela famosa Madrague de Brigitte Bardot.

Para encontrar os jet-setters e brincar de estrela, vá ao VIP Room

( www.viproom.fr ) ou ao Caves du Roys (www.lescavesduroy.com ) e seus numerosos bares e fique até o amanhecer.

O que comprar:

- As verdadeiras sandálias tropezianas de correia são fabricadas desde 1920 no pequeno porto. Você pode até encomendar sob medida para você – (www.rondini.fr) ou no KJacques: (www.kjacques.fr)

- Dê uma volta na Fantaisie d’Exception, a bijuteria GAS de renome internacional que abriu sua primeira butique em Saint-Tropez em 1971. (www.gasbijoux.com )

- Numerosas lojas abertas todos os dias durante o verão, dentre as quais os grandes nomes de luxo (Dior e Vuitton, Hermes e Gucci, Dolce Gabana e Armani, Prada e Loro Piana, Jimmy Choo e Cavalli, …), o mercado provença (nas terças e nos sábados de manhã na Place des Lices) e o mercado de peixes (todos os dias).

- A torta tropeziana, brioche leve de flor de laranjeira e recheada com creme especial... uma delícia!! - www.tarte-tropezienne.com

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

A região de Provence abriga muitas vinícolas famosas pelo seu vinho Rose que deve ser degustado bem fresco à sombra de um caramanchão. Subindo na direção de Vaucluse encontramos os vinhos Côtes du Rhône (tintos e brancos) e os Châteauneuf-du-Pape. Vinhos que merecem ser descobertos visitando as caves e propriedades. No centro de paisagens mágicas!

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

Ver os campos azuis de lavanda a perder de vista é uma expériência inesquecível. Eles florescem de junho a agosto e pontuam a paisagem dos Alpes-de-Haute-Provence até os Hautes-Alpes, passando por Vaucluse!

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

Os ocres de Roussillon, o magnífico vilarejo de Gordes ou ainda o Mont Ventoux são alguns dos sítios inesquecíveis! Peter Mayle tornou célebre essa parte da Provence através de seus escritos.

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

O parque natural regional do Luberon preserva essa natureza para que cada um possa aproveitá-la plenamente.

Provence-Alpes-Côte d’Azur - Saint-Tropez, a cidade agitada

O Verdon é também um território protegido, sítio geológico reconhecido mundialmente, com uma água turquesa e grutas profundas que surpreendem os visitantes! Para viver plenamente a magia do lugar, experimente fazer caminhadas pelas trilhas ou remar de caiaque.

Enfim, para atingir os picos, siga os passos dos campeões do Tour de France: seis das míticas montanhas dessa prova estão em nossa região!. Chamam-se Col du Galibier, Col du Lautaret, Col de Vars, Col d’Allos, Col de la Bonnette e Col de la Cayolle e estão ao alcance de suas rodas!

Não deixe de viver essa experiência feita de encontros, trocas, história, guloseimas, cultura, esporte e tantas outras coisas em Provence-Alpes-Côte d’Azur!


Postado por Angela Karam - 06:39 às 11/10/2013





Leia mais sobre Destinos Internacionais

RELACIONADAS: