×
DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS NEWS BY PR NEWSWIRE ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS SERVIÇOS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam e Camila Karam
DESTINOS INTERNACIONAIS

Uma ilha que mais parece um sonho! Um mar azul turquesa transparente que convida ao prazer. Um povo receptivo e acolhedor





AS SETE MARAVILHAS DE CURAÇAO

Curaçao, uma das principais ilhas do Caribe, impressiona e encanta logo à primeira vista. Foram tantas as surpresas que encontrei nesse pedacinho de terra fantástico que resolvi descrevê-las como As Sete Maravilhas de Curaçao . Vamos à primeira:

1. O colorido vivo dos edifícios

Nunca vi um lugar tão colorido!! Mesmo nas regiões mais distantes, as cores vibrantes das construções enchem os olhos. Especialmente na capital de Curaçao, Willemstad, que de tão linda mais parece um cartão postal ou mesmo um quadro pintado por um artista! A Rua Handeskade é uma das que atraem mais turistas, com seus casarões de estilo colonial pintados em cores fortes que abrigam lojas de comércio local (onde se encontra de tudo) e de grandes grifes internacionais. Sabe aquela imagem que poderia ser fundo de tela do seu computador? Pois é, qualquer lugar de Curaçao resulta em fotos magníficas.

Angela Karam curacao

A história que ouvi da Maya, minha guia turística, sobre esses edifícios coloridíssimos é que, no passado, tudo era pintado em tons bem claros e, curiosamente, os moradores da ilha, inclusive o governador, sentiam dores de cabeça intensas. Ele, então, chegou à conclusão que esse mal coletivo poderia estar ligado à claridade da luz do sol refletida nas paredes da cidade.



Aí, ele pediu que todos pintassem suas casas com cores fortes, para diminuir a intensidade da luz. E Curaçao ficou assim, toda colorida! Mas ninguém esperava que o governador guardasse um segredinho, descoberto logo após a sua morte: era ele o dono da fábrica de tintas! Muito esperto, não é mesmo? Desde então, não é mais permitido que governadores tenham negócios. Confesso que fiquei com a pulga atrás da orelha: essa seria uma lenda para despertar a curiosidade dos visitantes ou seria um fato real?





Curaçao não tem cidades, a capital Willemstad se divide em Punda e Otrabanda. As duas regiões são interligadas por uma ponte flutuante, chamada Queen Emma Bridge, que se movimenta caso alguma embarcação precise passar pela baía de Santa Anna. As centenas de turistas que passam pra lá e pra cá o dia todo ficam deslumbrados com o cenário. Inclusive eu, claro!



Outra ponte também muito famosa, a Queen Juliana Bridge, é a mais alta do Caribe e tem uma vista panorâmica pra lá de espetacular. Prepare sua câmera para infinitos cliques. Imagens únicas que valem ser eternizadas.

Ao passear pelo centro você acha que está na Holanda porque quase tudo está escrito em holandês e também porque há muitos turistas holandeses circulando por todo canto. Para eles fica fácil se comunicar com os moradores da ilha já que a maioria fala pelo menos quatro línguas: holandês, papiamento, inglês e espanhol.



Willemstad é tão especial que foi considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO. Chique demais!

Curaçao é um destino que você pode voltar todo ano e ainda assim vai se surpreender, seja pela beleza do mar ou pelo clima contagiante. Um lugar que deve ser curtido sem pressa ou obrigações, onde o foco é a diversão e o lazer, numa das ilhas mais lindas do Caribe. E por falar em beleza, vamos às praias e ao mar extraordinário que tanto nos encanta.


2. As praias e o mar azul

Ah, as praias de Curaçao... outro dos cartões postais que nos levam à loucura!! Exuberantes, quase indescritíveis, com um mar azul turquesa transparente de cair o queixo. Experimente colocar os pés na água e vá andando devagarinho em direção ao fundo. Sinta a areia fininha, repare na água cristalina e morna que provoca uma sensação única que até emociona.



O mar tem essa cor turquesa por causa da formação rochosa da região, o calcário, que gera uma areia super branquinha. E as tonalidades do azul são como uma ilusão criada pelo reflexo da luz quando atravessa a água e bate na areia. Em momentos como esse, eu me sinto privilegiada e penso como é importante preservar a natureza, não é mesmo?



Dá pra afirmar com toda certeza que as praias são as protagonistas da ilha, que é relativamente pequena (444 km2) e, em poucos dias, é possível conhecer as que você quiser. São trinta e oito no total, então, é só se programar. Difícil mesmo vai ser você conseguir eleger uma favorita!

Mas tem um detalhe que é importante saber: para entrar em algumas delas, você terá que pagar entre US$ 3 a US$ 6, porém, encontrará uma boa estrutura para desfrutar seu passeio com tranquilidade, como banheiros limpos, duchas, barracas com bebidas e até piscina.



Já as praias públicas, comparadas a outras do Caribe, são bem limpinhas, organizadas e sem os famosos farofeiros. Seguem abaixo algumas dicas das praias que consegui visitar:



Kenepa Grandi é maravilhosa, gratuita, e fica a 40 km do centro da capital. Apesar de um pouco distante, é para lá que os moradores de Curaçao se dirigem nos finais de semana. Fiquei simplesmente deslumbrada com a cor do mar em um dia ensolarado, ótimo para praticar snorkel. Mergulhar nessas águas quentinhas e tranquilas revigora o corpo e a alma. Vá equipado com comidinhas e bebidas porque o lugar é simples e o comércio restrito. Ah, e nos finais de semana chegue cedo para garantir vaga no estacionamento, já que é preciso ir até lá de carro.



Cas Abao é uma praia privada lindíssima que adorei conhecer. Não fica tão lotada e o mar é bem calmo. Tem uma ótima estrutura com bar, restaurante, banheiros, etc. Entre as rochas, há inúmeros tipos de peixinhos que você pode apreciar por horas e horas com snorkel. Uma dica: use algum tipo de calçado para evitar que os corais machuquem seus pés.



Porto Mari também é uma praia paga, que vale o preço cobrado (US$3 para entrar e mais US$3 pela cadeira de praia). Uma estrada estreita nos leva a uma praia pequena, com mar sem ondas e a cor das águas é como um ímã que atrai o turista para um mergulho. Aliás, se você quiser experimentar mergulhar com cilindro, pode alugar um ali mesmo. Eu confesso que preferi me esticar nas espreguiçadeiras e ficar admirando aquele mar turquesa glorioso.



Klein Curaçao é um lugar imperdível. A exuberância da pequena ilha vale a travessia de catamarã que dura cerca de 2h. É como chegar ao paraíso! Jamais vou me esquecer da praia virgem e da natureza deslumbrante, preservada no seu estado mais puro. O passeio dura o dia todo e é disponibilizado por empresas que incluem todo o tipo de mordomias no pacote. Não perca essa visita cinco estrelas!








3. Atividades Aquáticas

Depois de tantas belezas que as praias e o mar de Curaçao oferecem, é hora de conhecer de perto os seres que vivem debaixo da água. Fui a um dos maiores complexos aquáticos do mundo, o Curaçao Public Sea Aquarium, admirar as inúmeras atrações para todos os gostos e bolsos.

Construído em 1984, o Sea Aquarium tem atividades incríveis e inovadoras, diferentes de tudo o que você já viu. E olha só que legal: a água utilizada no refúgio é do próprio mar, para que os animais se sintam em casa.



Fiquei simplesmente extasiada com os shows que acontecem na piscina, onde os turistas podem tocar as espécies que lá se encontram. Mesmo eu já tendo conhecido outros lugares do mundo que possuem aquários no mar, foi a primeira vez que interagi com golfinhos. Entrei com tudo na brincadeira desses animais encantadores e inteligentes. Passei a mão na pele lisinha deles e ganhei até um beijo na ponta do nariz! Muito bem treinados, eles nadam e fazem piruetas ao lado dos visitantes que se divertem pra valer! As crianças amam e os adultos se apaixonam! Dá até vontade de levar um deles pra casa!!

Mas as surpresas não param por aí.

Outra atração imperdível é o Ocean Lens, onde você tem a impressão de mergulhar a cinco metros de profundidade, só que sem se molhar. Parece estranho? Pois é fascinante! Para chegar ao fundo, a gente precisa descer uma escada que chega a uma espécie de câmara com uma janela arredondada enorme. A vista através da lente é impressionante e, ainda por cima, você fica confortavelmente deitado em almofadas observando as criaturas do mar passando a poucos centímetros. Tem até ar condicionado para deixar a temperatura no ponto. São 30 minutos de puro encantamento que vão ficar para sempre na memória.



E para quem gosta de sensações bem mais radicais, o Sea Aquarium de Curaçao oferece uma atração exclusiva. O visitante pode embarcar em um mini submarino que leva até cinco pessoas para passar algumas horas no fundo do mar, a 300 metros de profundidade! Sim, é isso mesmo, acredite! Um instrutor e um marinheiro comandam essa aventura de tirar o fôlego! O interior do submarino é confortável e dispõe de tudo o que você pode precisar.





As maravilhas que nossos olhos alcançam através das janelas afastam qualquer medinho que possa aparecer de repente. São várias espécies de peixes e criaturas marinhas de todas as cores e tamanhos que chegam até pertinho de você. E a vegetação, os recifes de corais e o fato de estar no fundo do mar de verdade fazem parecer que estamos em um filme de cinema! Essa realmente é uma experiência única, original e diferente de tudo o que já vi.


4. Parque Nacional Shete Boka



Agora pense numa paisagem selvagem, com praias escondidas na costa rochosa de calcário. Não foi à toa que escolhi esse Parque Nacionali como mais uma das Sete Maravilhas de Curaçao. Shete Boka significa Sete Bocas, no idioma “papiamento”, que como eu já disse, é uma das línguas faladas na ilha caribenha.



É uma referência às baías que ficam no parque que são como bocas, enormes buracos nas rochas. Há quatro pontos de observação que facilitam visualizar os magníficos shows que levam muitos turistas ao local. Em certo ponto eu pude apreciar um espetáculo incrível em que as águas do oceano disparam ao redor de uma cratera com uma força inacreditável. São ondas poderosas que batem nas rochas e atingem vários metros de altura. Deu até um friozinho na barriga, mas encarei com toda garra essa aventura inesquecível. Só mesmo vendo, ou filmando, para crer. Ainda bem que consegui imagens ótimas para ilustrar esses momentos. Há ainda uma caverna subterrânea antiga para ser explorada, além da fauna e da flora que surpreendem os visitantes


5. Hato Caves

Bem, se você chegou até aqui e já decidiu que suas próximas férias serão em Curaçao, calma aí que ainda tem mais para aguçar o seu desejo. Quando sugeriram que eu visitasse a Caverna Hato, eu nunca imaginei que o lugar fosse me surpreender tanto! O visual misterioso e sinistro é um convite a uma viagem ao passado. Afinal, essa caverna tem mais de 300 mil anos e é a maior e mais importante de Curaçao. Ela só foi aberta ao público em 1991, e desde então, recebe milhares de visitantes curiosos a cada ano. Se você gosta de saber mais sobre a história dos lugares que visita, não pode deixar de ir até Hato Caves. Os guias sabem direitinho como entreter os turistas com relatos que aconteceram por ali há muito tempo. Como por exemplo, os estranhos desenhos de mais de 1500 anos que vemos nas paredes ao caminhar pela caverna e também as curiosas formações rochosas, que estimulam nossa imaginação. Algumas têm formas tão perfeitas que são conhecidas como Tartaruga Marinha, Gigante Adormecido e Madre Teresa. A iluminação, tanto natural como artificial, dá um clima ainda mais estranho ao lugar. Um passeio incrível!

Dicas importantes: não se assuste com uma colônia de morcegos que habita o lugar. Eles são inofensivos. E atenção: para chegar à caverna é preciso subir uma escadaria de 49 degraus, portanto, haja fôlego!


6. Destilaria do Licor Curaçao

Curaçao, como todos sabem, é a terra das bebidas que fazem a alegria de turistas do mundo todo. Mas por que uma destilaria de licor merece entrar na minha lista das Sete Maravilhas de Curaçao? Ora, simplesmente, porque essa destilaria não fabrica um licor qualquer.



A tradicional Casa Chobolobo Landhuis é responsável por destilar o licor mais famoso e apreciado do mundo: o Licor Curaçao. Feito com a casca de uma laranja especial, ele é comercializado nas versões incolor, verde, amarelo, laranja e azul, que é o mais queridinho, conhecido como Blue Curaçao. Todos eles são usados na preparação de diversos e deliciosos coquetéis pelo mundo afora.

A história desse licor é bem curiosa e começou logo após a ocupação da ilha pelos espanhóis, em 1499. Eles plantaram mudas de laranja docinha trazidas de Valência, mas o solo árido de Curaçao produziu laranjas muito ácidas, impossíveis de serem consumidas.



Aí, alguém acabou tendo a brilhante ideia de fazer licor com a casca seca dessas laranjas. O sucesso foi enorme e abriu caminho para falsificações, por isso, atenção para esse detalhe: se estiver escrito “The Genuine” no rótulo, pode ter certeza de que esse licor foi realmente produzido com o óleo da “laranja dourada de Curaçao”. Bacana essa descoberta, né? Um erro que deu muito certo... e muito dinheiro também!



Depois de visitar a fábrica e conhecer um pouco da origem desse licor tão especial, nada melhor do que beber essa maravilha, não é verdade? E, atente para o detalhe: eu mesma preparei um coquetel de arrebentar!! Uma receitinha básica que aprendi com uma barwoman, mas quando o ingrediente principal é o Blue Curaçao, qualquer amador consegue fazer um drink azul lindo e de-li-ci-o-so!! Tim-Tim!!

Ah, não se esqueça: antes de tomar seu coquetel, tire algumas fotos você vai causar uma invejinha do bem, que não faz mal nenhum. Por tudo isso, adorei essa destilaria imperdível!


7. O Jardim das Plantas Poderosas

A última das maravilhas inesquecíveis dessa ilha tão exótica é também um dos motivos que atrai gente de todos os continentes. Navios lotados de turistas fazem uma parada para conhecer as “fazendas” de plantas medicinais.



São enormes plantações onde se cultiva vários tipos de ervas medicinais. Uma delas merece meu destaque: a Aloe Vera, também conhecida como Babosa, planta que traz inúmeros benefícios à saúde e que é muito importante para a economia de Curação.



A Aloe Vera se dá melhor em solos arenosos e não exige muita água. Ela parece um cacto de cor verde que, quando cortado, solta um líquido gosmento. Para você ter uma ideia, a ação nutritiva e anti-inflamatória da Aloe Vera é ótima na cicatrização de feridas. Mas os poderes da planta milagrosa vão além. Suas enzimas facilitam a digestão, combatem a prisão de ventre e até ajudam a tratar gastrite. Ah, e também é ótima para os cabelos! Tem muitas fazendas pelo caminho. Peça dicas para seu guia.

Outro local muito procurado pelos turistas é o Den Paradera, que quer dizer “lugar onde você se sente em casa” e se você tiver sorte, quem sabe não será recebido pela simpática proprietária Dinah Veeris, uma senhorinha que se tornou celebridade local, especialista em plantas medicinais e medicina alternativa.



São vários produtos, chás, ervas para dietas, medicamentos naturais para problemas cardíacos, circulatórios, respiratórios, nervosos, de digestão, entre outros. Eu preferi mergulhar no mundo dos cremes para a pele e outras maravilhas que pude comprovar que são realmente poderosas. Tudo é fabricado ali mesmo e pode ser comprado na lojinha que ela mantém no local. Adorei os sabonetes, shampoos e óleos de banho e massagens. Não vai ser nada fácil escolher um “regalo” ou lembrancinhas para os amigos e familiares.

Agora que já deu pra você ter uma ideia do poder dessa ilha encantadora do Caribe, faça as malas e embarque para Curaçao. Vá sozinho, vá a dois ou com toda a família e sinta você mesmo as emoções que esse lugar especial oferece. Depois me conta se não é difícil destacar apenas sete dentre tantas maravilhas dessa terra de mar azul turquesa!

Jornalista viajou a convite do escritório de representação de Curaçao, com apoio da Affinity Seguros


Postado por
- 13:34 às

Tópicos: Angela Karam - Caribe - Willemstad



Leia mais sobre Destinos Internacionais

LEIA TAMBÉM: