×
DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS TURISMO SA TV NEWS BY PR NEWSWIRE ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS SERVIÇOS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam e Camila Karam
DESTINOS INTERNACIONAIS

Não apenas a Staatsoper, mas também toda a cena cultural de Viena dá fortes sinais de vida e oferece revigoradas boas-vindas ao outono





Com a fulminante première de "Madama Butterfly", a Wiener Staatsoper celebrou o início da nova temporada - e o fim da pausa decorrente da COVID-19. As cortinas também voltaram a se abrir em outros palcos da metrópole musical e cultural de Viena.

Enfim termina a pausa por conta da pandemia de COVID-19: em Viena, tanto as casas de ópera e de concertos quanto os palcos de todos os tamanhos e tipos voltam a receber eventos culturais indoor. A pomposa reabertura ficou por conta da Wiener Staatsoper e teve lugar em 07/09/2020, com a première de Madama Butterfly, de Giacomo Puccini. Com isso, a mundialmente renomada casa de óperas de Viena marca a retomada de sua programação regular, que também representa o início de uma nova era. Sob a direção de Bogdan Roscic, que sucede à antiga diretora Dominique Meyer, chegam aos palcos da temporada 2020/21 dez óperas e duas peças de balé dos mais importantes diretores, cantores e maestros do mundo da ópera. Na posição de diretor musical, Roscic conta com o apoio do maestro suíço Philippe Jordan -que também dirige a remontagem de "Madama Butterfly". Na ópera de Puccini, a soprano lituana Asmik Grigorian assume o papel da personagem-título.

Madama Butterfly Wiener Staatsoper

Devido às regras de distanciamento atualmente em vigor, a Wiener Staatsoper conta com menos lugares à disposição e coloca, portanto, menos ingressos à venda. Com vistas a oferecer aos espectadores, aos artistas e à equipe de colaboradores o maior nível de segurança possível, foi preparado um amplo manual de boas práticas diante do coronavírus, explicando todos os detalhes de uma visita à ópera, desde a compra dos ingressos até o fim da apresentação.

Wiener Staatsoper

Wiener Staatsoper

Medidas anticoronavírus na Wiener Staatsoper

Na Staatsoper, é exigido o uso de máscaras a todo momento, exceto durante as apresentações. Deve-se manter uma distância de pelo menos um metro em relação aos demais espectadores e aos colaboradores da casa. Com vistas à higiene das mãos, a casa conta com dispensers de álcool em gel distribuídos em locais estratégicos. Além disso, é permitido sentar-se apenas nos assentos designados nos respectivos ingressos. Se por um lado os gritos de "bravo" devem ser rigorosamente evitados, por outro, os aplausos são bem-vindos como nunca!

Recomendamos para você:
Trabuca Bar apresenta Casa Tupiniquim
Durante o período do mundial de futebol, casa entra no clima com telões, drinques, comidinhas e programação especial
Gastronomia em Gramado
Aqui você vai conhecer duas das melhores opções da cidade.

Todos os ingressos são nominais, de modo que, em eventual caso de infecção por COVID-19, seja rapidamente possível identificar a cadeia de transmissão. Por esse motivo, é importante ter consigo um documento oficial com foto, para o caso de controle de identidade. O mapa de assentos foi adaptado de acordo com as leis específicas para o coronavírus e o número de lugares disponíveis foi reduzido para garantir o distanciamento adequado. As salas para pausa e os buffets estão abertos, mas a máscara deve ser utilizada em todas as etapas do deslocamento até esses espaços. Os pagamentos devem ser realizados preferencialmente por métodos sem contato e sem cédulas. Depois da apresentação, os espectadores devem deixar a ópera pelo caminho mais direto possível. Os sempre procurados lugares em pé na Staatsoper seguem disponíveis pelo preço econômico de 10 euros, mas agora são marcados por poltronas.

NOTA: Devido às medidas de segurança da Covid-19, os eventos podem sofrer alterações a curto prazo. Para obter as informações sempre atuais, acesse  www.wiener-staatsoper.at.

Abrem-se as cortinas dos palcos de Viena

Não apenas a Staatsoper, mas também toda a cena cultural de Viena dá fortes sinais de vida e oferece revigoradas boas-vindas ao outono. Entre os eventos em vista, estão um dos primeiros destaques da temporada do Musikverein organizada por seu novo diretor artístico, Stephan Pauly: as apresentações de sinfonias de Beethoven pela Filarmônica de Viena nos dias 1º, 2, 4 e 5/10/2020, sob a batuta de Herbert Blomstedt. No início de setembro de 2020, a Wiener Konzerthaus dá o pontapé inicial a uma programação festiva da Camerata de Salzburg dedicada a Beethoven. Por sua vez, o Theater an der Wien dá início à temporada em 16/09/2020, com a première de "Zazá", de Ruggero Leoncavallo, em montagem de Christof Loy. Já o Burgtheater abre em 11/09/2020 com a peça "A vida é sonho", de Pedro Calderón de la Barca, encenado pelo diretor Martin Kušej.

Em conformidade com as regras relacionadas à COVID-19, todos os organizadores adaptaram suas respectivas casas aos novos conceitos de segurança, higiene e distanciamento em vigência, reduzindo inclusive o contigente de capacidade de espectadores. Dessa forma, será possível retomar em Viena a experiência da música e do teatro ao vivo, sem que haja necessidade para preocupações.



Postado por
no dia 10/09/2020 às

Tópicos: Áustria - Musical - Entretenimento

ENVIE PARA UM AMIGO



Leia mais sobre Destinos Internacionais

LEIA TAMBÉM: