×
TURISMO SA FOR BUSINESS DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS TURISMO SA TV TESTADO E APROVADO NEWS BY PR NEWSWIRE ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam e Camila Karam
DESTINOS INTERNACIONAIS

Descubra seis castelos e palácios que podem ser o cenário ideal para a sua próxima aventura, e a primavera é o pretexto ideal para vivê-la.





Histórias de Primavera nos Castelos e Palácios #DestinoTchequia.

Cesky Krumlov

Conhecida como A Pérola da Boêmia. A cidade é cercada pelos meandros do rio Moldava e já foi o lar de muitas famílias tchecas poderosas, como os Rosenberg. Hoje oferece uma memória histórica no centro da cidade, uma extensa coleção de Egon Schiele, um fascinante ateliê fotográfico e também um dos mais belos castelos e palácios da República Tcheca. Por sua cidade medieval ter sido preservada de forma única, Ceský Krumlov foi incluída na lista da UNESCO.

Esta incrível cidade também se destaca pela magia que envolve todos os que a visitam. Mas nenhum visitante é tão peculiar e misterioso como a Dama de Branco que aparece no castelo da cidade.

Perchta de Rosenberg, conhecida como a "dama de branco", teria sido uma mulher culta e espiritual, casada por obrigação com um homem que apostou toda a sua fortuna em jogos e mulheres. Depois de anos de sofrimento, ela conseguiu se libertar e escapar com seus filhos do jugo desse homem. A partir daqui ela começou a se vestir de branco e a viver como uma viúva, cuidando dos doentes e pobres. Após sua morte, devido à peste, diz a lenda que ela voltou para continuar a cuidar da cidade e seus governantes. Diz-se que perambula pelos castelos da família Rosenberg, fazendo aparições quando é esperado um nascimento, quando alguém da dinastia morre e para avisar sobre um incêndio.

Também se acredita que em uma das salas do castelo a senhora de branco aparece e propõe um enigma para ser libertada, e se alguém tiver sucesso receberá o tesouro da senhora.

Castelo de Hluboká

O palácio muitas vezes descrito como o mais bonito da República Tcheca deve sua aparência atual aos nobres de Schwarzenberg, outra família real que habitava a região. O palácio tem 140 quartos e 11 torres e oferece vários percursos. Ao visitar o palácio, poderá admirar os aposentos privados e as luxuosas salas de representação com paredes folheadas e entalhadas, tetos em caixotões, móveis elegantes, lustres de cristal e grandes coleções de pinturas, objetos de prata, porcelanas e gobelins.

Você pode subir até a torre de observação e dar uma olhada na cozinha do palácio, que exibe muitas amostras de panelas preservadas do final do século 19 e início do século 20. No salão de equitação, você vai admirar as exposições de arte gótica da Boêmia do Sul e dos mestres holandeses na Galeria Aleš da Boêmia do Sul.

Karlstejn

O castelo Karlstejn ocupa um lugar excepcional entre os outros castelos tchecos. Foi construído pelo rei tcheco e imperador romano Carlos IV como uma dependência para depositar os tesouros reais e coleção das relíquias sagradas e as joias da coroa. Impressiona também a disposição dos edifícios do castelo, desde a povoação ao pé do castelo até aos palácios imperiais, sobre os quais se erguem as torres que o irão surpreender pela sua sofisticação. Na Capela da Santa Cruz você poderá refletir com calma vendo as pinturas do Mestre Teodorico.

O Castelo de Karlštejn foi concluído em 1365. Na parte inferior, há um povoado ao pé do castelo com as dependências do comandante e uma fonte original. Mais acima, ergue-se o Palácio Imperial de dois andares com os quartos do rei, sua corte e os aristocratas. No segundo andar do palácio está a torre chamada Mariánská vž com capelas de orações e no topo você encontrará a torre dominante chamada Velká vž, na qual o tesouro real tcheco está guardado.

Konopiste

Descubra o palácio onde foi instalado um dos primeiros elevadores elétricos, a luz e as tubulações de água. Passeie pelos quartos, a sala de jantar e o arsenal e imagine por um momento a vida no palácio antes da Primeira Guerra Mundial. Em seguida, no museu oficial da fábrica da marca JAWA, você pode admirar objetos únicos, como troféus e documentos históricos das mais conhecidas motocicletas tchecas.

O Castelo Konopiste foi fundado como uma fortaleza gótica, inspirada nas fortalezas francesas com torres ordenadas simetricamente, uma infinidade de escadas e pontes levadiças. Graças a várias renovações, foi transformado num palácio romântico com interiores luxuosamente decorados e adaptados à vida cotidiana.

O herdeiro do trono, Franz Ferdinand da Áustria, cujo assassinato em Sarajevo deu origem à Primeira Guerra Mundial, escolheu o Palácio Konopište como sua residência. O segundo conflito mundial também deixou seus vestígios em Konopište, já que o palácio também era a residência das unidades de combate da SS naquela época.

Krivoklat

No meio da área natural protegida de Krivoklát existe um castelo que atraiu um grande número de monarcas tchecos, devido à sua excelente localização: dentro de vastas florestas com uma grande variedade de abundante fauna bravia.

A residência real foi construída no século XIII, como um ponto estratégico para o governo dos Premislitas. Até hoje, os vestígios dos reis tchecos e o esplendor de seu estilo de vida são reconhecíveis a cada passo que você dá. Os salões do castelo viram muitas alegrias e muitos banquetes, mas também testemunharam conversas políticas sérias e negociações diplomáticas decisivas.

Durante o passeio você ficará impressionado com o interior da capela, em estilo gótico tardio, a Sala Real ou a incrível biblioteca que abriga até 52.000 volumes originais, mas talvez o mais surpreendente seja quando você descobre o panorama que se abre após a subida da escada estreita da Grande Torre ou os arrepios provocados pela descoberta dos objetos que foram usados na câmara de tortura.

Bouzov

O castelo medieval Bouzov é um daqueles lugares da Morávia que você não deve perder. Muitos filmes foram rodados em seus espaços, entre outros, uma série de histórias tchecas e também Princesa Fantaghiro, obra italiana. Além disso, ao contrário de outras residências medievais, o castelo nunca caiu em ruínas. Desde o final do século XV, estava nas mãos dos Cavaleiros da Ordem Teutônica.

O castelo encontra-se próximo da cidade de Olomouc e o seu aspecto atual deve-se à grande reforma do final do século XIX. O projeto e os planos para a reconstrução foram elaborados de acordo com as exigências do Arquiduque Eugênio da Áustria, Grão-Mestre da ordem que pagou a obra de seu próprio bolso.

O castelo está muito bem equipado e mobilado. A mobília vem principalmente das coleções particulares do arquiduque Eugene e em parte das coleções da Ordem Teutônica. Equipamentos modernos foram feitos sob medida, especialmente para o edifício. A parte mais valiosa do castelo é a capela neogótica, que ostenta um altar gótico e está decorada com lápides dos mestres da ordem que datam dos anos 1395 a 1515. O arsenal com amostras de armas está localizado na sala gótica do antigo castelo original. Quanto aos percursos, pode escolher o percurso que mais lhe interessa. Pode visitar as salas representativas e os espaços habitacionais do castelo, as fortificações, os elementos técnicos e a distribuição histórica do aquecimento e da água, pode subir à torre de vigia, visitar o tribunal ou as salas do vigia. Nos porões, as crianças vão se divertir com a exposição Dragões e Matadores de Dragões, dedicada aos dragões, em tamanho real, e aos cavaleiros que lutaram com eles.

Descubra outras regiões tchecas na página https://czechtourism.com/br/press/releases/

Visite www.destinotchequia.com para mais histórias, dicas, recomendações e surpresas



Postado por
no dia 01/03/2021 às




ENVIE PARA UM AMIGO



Leia mais sobre Destinos Internacionais

LEIA TAMBÉM: