TURISMO-SA
City Break Facebook Instagram Twitter Youtube
TURISMO E MERCADO

SINDETUR-SP e IPETURIS apresentam estudo sobre setor de Agenciamento Turístico




SINDETUR-SP - IPETURIS - Agenciamento Turístico - Turismo e Mercado - Trade - Turismo - Restaurante A Figueira Rubayat

Camila Karam Por: Camila Karam
Fotos: Monica Quinta

SINDETUR-SP e IPETURIS apresentam amplo estudo sobre setor de Agenciamento Turístico durante a crise 2014-2017 no País

Em um almoço realizado no Restaurante A Figueira Rubayat, em São Paulo, o SINDETUR-SP - Sindicato das Empresas de Turismo no Estado de São Paulo apresentou estudo inédito Desempenho do Agenciamento Turístico Nacional na Crise Econômica Brasileira 2014-2017, que contou com a participação de 916 empresas de todo o Brasil e analisou o comportamento do setor na crise econômica brasileira. O levantamento foi feito pelo IPETURIS - Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitação em Turismo e trouxe a público informações relevantes e otimistas sobre o setor.



O volume anual de vendas no setor de Agenciamento Turístico apresentou crescimento consecutivo em 2016 (10,6%) e em 2017 (15,9%), ambos comparados com seus respectivos anos anteriores, o levantamento ainda revelou que esse aumento vem após a redução de 11,9% nas vendas em 2015, durante a crise econômica no País, e resulta em um processo de recuperação total de 13% na comparação de 2017 com 2014.

Um fato muito interessante durante a apresentação, o professor Glauber Santos, responsável pela equipe Técnica do levantamento, ressaltou a comparação entre o volume de vendas e os números de vagas fechadas e reabertas, que não cresceram na mesma proporção: "Isso nos mostra que, ainda que as vendas estejam se recuperando, as contratações de mão de obra ainda não foram totalmente retomadas. E, talvez, a melhor explicação seja que as empresas tenham se renovado nesse período, repensado seus processos corporativos e, agregando tecnologia, nos mostrem que não precisam mais de tantos funcionários para vender o mesmo volume ou até mais".


Da esquerda para a direita: Marciano Gianerini Freire, José Francisco de Souza Pinto Azevedo e Glauber Santos

As vendas para os destinos Nacionais foram superiores aos destinos Internacionais durante todo o período estudado. Na comparação entre 2017 e 2014, os destinos Nacionais apresentaram crescimento de 19%, enquanto que as viagens Internacionais cresceram 7%, mostrando recuperação da queda sofrida em 2015. A análise ainda mostra que 94,6% das empresas de Agenciamento Turístico no Brasil são micro – possuem até nove colaboradores - e que, após três anos consecutivos de reduções nos postos de trabalho formais no setor, 2017 foi o primeiro ano de saldo positivo: 342 novas vagas foram criadas, aumento de 0,6% na comparação com 2016, mas ainda pequeno se comparado aos 8.672 empregos fechados entre 2014 e 2016. As regiões Sul e Sudeste foram as únicas a apresentar aumento significativo nas contratações.

O novo modelo de gestão e a nova diretoria composta por José Francisco de Souza Pinto Azevedo, da Solfesta Turismo (Presidente do Conselho de Administração), Marciano Gianerini Freire (Presidente Executivo) e como Vice-Presidentes Teddy Kahanevic da TK Royal Representações e Turismo, William José Périco, da Wings Agência de Viagens e Turismo, Mauro de Oliveira Schwartzmann, da Costa Brava Turismo, Mário Sérgio Maia Guanais, da All World Agência de Turismo foram destaques na coletiva.

Postado por - às 10:50

TAGS: SINDETUR - IPETURIS - Estudo - Vendas



Leia mais sobre Turismo e Mercado - Página inicial