×
DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS NEWS BY PR NEWSWIRE ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS SERVIÇOS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam
TURISMO E MERCADO

De acordo com dados da Pesquisa Selo Belta, encomendada pela Belta (Associação das Agências de Intercâmbio), cerca de 220 mil brasileiros realizaram algum tipo de intercâmbio no ano passado. A pesquisa, que mapeia o segmento de educação internaci





Cresce o número de brasileiros que buscam intercâmbio com foco na carreira

De acordo com dados da "Pesquisa Selo Belta", encomendada pela Belta (Associação das Agências de Intercâmbio), cerca de 220 mil brasileiros realizaram algum tipo de intercâmbio no ano passado. A pesquisa, que mapeia o segmento de educação internacional, mostra ainda que o principal objetivo dos brasileiros foi o de se qualificar para a concorrência no mercado de trabalho.

Cresce o número de brasileiros que buscam intercâmbio com foco na carreira
Foto: webluxo.com.br

"O dado referente a envio de estudantes, que foi apurado com agências de intercâmbio, comprova que o mercado de educação internacional foi um dos menos afetados com a crise que assolou o Brasil em 2015. Enquanto o segmento teve uma retração de apenas 5,2% o setor de produção industrial recuou 8,3%, o de turismo de lazer para destinos internacionais caiu 19,9% e de importações teve queda de 25,2%", diz Maura Leão, presidente da Belta.

Com os dados foi possível validar que a faixa-etária dos brasileiros que mais procuram intercâmbio, que é dos 18 a 30 anos, permanece a mesma comparada às pesquisas anteriores daBelta. O que foi mostrado de diferente no perfil do intercambista, na Pesquisa Selo Belta, é que houve uma mudança de interesse e comportamento desses estudantes.

"Antes os estudantes eram mais interessados em realizar um curso de idioma, fazer um ou mais semestres do ensino médio no exterior ou comprar um pacote de curso de férias. Claro, que esses cursos continuam muito procurados, mas agora os estudantes buscam programas de intercâmbio que estejam atrelados a ganhos profissionais", diz Maura Leão. Quando as agências foram questionadas para a Pesquisa Selo Belta 2016 sobre os principais objetivos dos seus clientes em realizar a viagem educacional a maioria respondeu: “diferenciar o currículo no mercado de trabalho", “investir na formação acadêmica", "promover vivência internacional com foco na carreira", "responder às exigências da atividade profissional" e "aumentar a empregabilidade".

A Pesquisa Selo Belta 2016 também conta com um mapeamento dos interesses dos estudantes. O mapeamento foi feito com dois grupos: quem já realizou e quem pretende realizar o intercâmbio.

Para quem já realizou a pergunta seguinte foi quais os principais objetivos para a realização da viagem de intercâmbio. De uma lista de 12, os sete principais fatores motivacionais apresentados pelos estudantes estavam ligados à carreira, como desenvolver competências relacionadas à profissão e diferenciar o currículo.

Respostas parecidas foram obtidas com os estudantes do segundo grupo, formado por pessoas que pretendem realizar uma viagem de intercâmbio. Para eles foi perguntado quais são os principais objetivos que esperam com a viagem de intercâmbio e o primeiro fator motivacional citado foi “interesse em investir em uma formação internacional". O segundo foi "vivenciar uma experiência internacional capaz de conciliar Estudo, Trabalho e Turismo".

Saiba mais: www.belta.org.br

Fonte: Assessoria de Imprensa



Postado por
- 12:44 às





Leia mais sobre Turismo e Mercado

LEIA TAMBÉM: