TURISMO-SA
City Break Facebook Instagram Twitter Youtube
TURISMO E MERCADO

Mala Extraviada - O que fazer?



Mala Extraviada - O que fazer?
Foto: blog.getmalas.com.br

Mala Extraviada - O que fazer?

Imagine chegar no aeroporto, esperar ao lado da esteira de devolução de bagagens até ela ficar vazia e não encontrar a sua mala? De acordo com um levantamento feito pela SITA, uma empresa de tecnologia aeroportuária, 23,1 milhões de malas foram perdidas em 2015. Apesar do número parecer assustador, ele representa “apenas” 6,5 bagagens extraviadas a cada mil passageiros.

A principal razão para isso acontecer é: erros na transferência das bagagens em conexões. Ou seja, quando você desembarca em um aeroporto no meio do caminho e embarca em um outro avião rumo ao seu destino final, a chance de perder a sua mala aumenta consideravelmente. Mas há outros problemas que também resultam nisso, como erro na etiquetagem das malas.

Como evitar mala extraviada

Há algumas coisas que você pode fazer antes de embarcar para diminuir o risco de passar por isso ou ter menos dor de cabeça, caso aconteça:

= Colocar uma tag ou etiquetinha dentro e fora da sua mala, com seu nome e informações de contato (telefone e e-mail)

= Não despachar a bagagem em cima da hora, ainda mais se estiver em um aeroporto grande, visto que pode não dar tempo dela chegar até o avião.

= Colocar algum tipo de detalhe, como um laço, fita ou adesivos, que diferencie a sua mala das demais, principalmente se ela for preta, cinza ou azul escuro.

= Fotografar o conteúdo da sua mala e listar o que você está despachando. Lembrando que, é aconselhável que só leve itens de valor, como eletrônicos e jóias, na mala de mão. Caso decida despachá-los – o que é muito arriscado -, deve avisar a companhia aérea no momento do check-in. Vale a pena fotografar a sua mala por fora e fechadinha também, já no aeroporto, caso precise provar que ela sofreu algum dano durante o voo (rodinha ou alças quebradas, por exemplo).

= Colocar uma ou duas trocas de roupa na mala de mão (roupas íntimas, camisetas e meias). Se estiver viajando com outra pessoa, uma boa ideia é misturar as suas roupas com a dela e montar malas mistas, assim, se uma for extraviada, ninguém ficará totalmente desamparado no destino.

= Fotografar o comprovante de despacho da bagagem, aquele papelzinho com um código de barras que é entregue junto com a passagem e no qual consta o peso da sua mala. Vale a pena guardá-lo em um lugar seguro também, mas, caso você o perca, a foto pode quebrar um galho.

O que fazer?

= Porém, não há como garantir 100% que a sua mala despachada chegará ao destino. Caso ela se perca, é essencial que você siga essas instruções:

= Em hipótese alguma saia da área de desembarque sem avisar a companhia que a sua mala sumiu. Os atendentes da cia aérea, provavelmente, vão procurá-la na área de achados e perdidos do aeroporto e, caso confirmem que ela não veio no seu voo, te darão um formulário para preencher.

= Com base nesse formulário ou no seu depoimento será feito o RIB (Relatório de Irregularidade de Bagagem) ou PIR (Relatório de Irregularidade de Propriedade), ainda no aeroporto, e é aconselhável que você o guarde bem, se possível até fotografe, porque nele consta o número que você e a sua seguradora usarão para acompanhar a busca pela bagagem.

= Nesse momento você pode pedir uma indenização para a companhia aérea, para comprar itens básicos para se manter enquanto sua mala não é encontrada. Algumas cias aéreas, porém, não oferecem nenhum tipo de ajuda de custo prévia, somente após x horas ou x dias do sumiço e com base em notas, ou seja, eles se oferecem para fazer um reembolso dos seus gastos com roupas e outros itens até um determinado valor (em média US$ 150 para voos internacionais e R$ 350 para voos nacionais).

= No aeroporto ou depois que sair dele, você deve ligar para a empresa responsável pelo seu Seguro Viagem, passar os seus dados, informar o sumiço da bagagem e o número do RIB ou PIR, para que ela possa acompanhar junto à cia aérea a procura da mala e também te informe sobre a cobertura diária para os seus gastos com vestuário, calçados e itens de higiene pessoal. Normalmente, você deve guardar todas as notas para enviar à seguradora depois e receber o seu reembolso.

= Se a sua mala for encontrada, a companhia aérea entrará em contato e marcará um dia e horário para entregá-la no endereço que você especificou ou, então, combinará a retirada no aeroporto, caso seja mais rápido e cômodo.

= Se a sua mala não for encontrada após 21 dias do voo internacional ou 30 dias do voo nacional, ela está oficialmente extraviada, ou seja, ninguém sabe onde foi parar. É só a partir desse momento que você pode negociar junto a cia aérea uma indenização de acordo com o peso da bagagem. Em voos nacionais o limite é um pouco mais de R$ 4.000 e em voos internacionais costuma ser de apenas US$ 20 por quilo. Se você não ficar satisfeito com a indenização, pode recorrer na justiça. Também vale a pena entrar em contato com a seguradora para saber o procedimento para receber a cobertura completa do extravio da bagagem.

Contar com o suporte financeiro e com a assessoria de uma seguradora pode te ajudar a passar por esse momento de estresse de uma forma muito melhor. Se tiver alguma dúvida, veja aqui como contratar seguro viagem. Conte com a Bidu para tornar sua viagem mais segura!

Fonte: Bidu - Corretora de Seguros.

Postado por Angela Karam - 15:34 às 04/01/2017





Leia mais sobre Turismo e Mercado