TURISMO-SA - Angela Karam
City Break Facebook Instagram Twitter Youtube
TURISMO E MERCADO

A virada digital das viagens: não apenas tendência mais uma expectativa do consumidor  





A omnipresença atual de recursos tecnológicos como smartphones e tablets no cotidiano de milhares de pessoas no Brasil tem gerado uma mudança de comportamento, especialmente no que diz respeito à maneira de planejar viagens. Hoje, por meio dos dispositivos móveis, é possível fazer desde pesquisas em tempo real de tarifas aéreas, dos melhores destinos, passeios, hospedagens e restaurantes, até realizar o check-in do seu voo. Segundo dados do Consumer Barometer do Google, dentro da categoria The Smart Shopper, os principais dispositivos utilizados pelas pessoas para buscar por produtos/serviços no segmento de viagens é ainda o desktop (78%), seguido dos dispositivos móveis (33%).

Desta forma, nota-se que os viajantes estão cada vez mais exigentes e em busca de mais autonomia, informações e eficiência quando o assunto é viagem. Segundo a pesquisa Global Passenger Survey (GPS) 2018 da Associação Internacional de Transporte Aéreo, a Iata, receber dados sobre o status do voo (82%), bagagem (49%) e tempo de espera na imigração (46%) são as três principais prioridades dos passageiros após a reserva de um voo. Refletindo este novo cenário e os impactos da tecnologia na vida dos viajantes, veja abaixo as principais mudanças no comportamento do usuário no momento de planejar sua viagem.

Inspiração

Antes, a inspiração para visitar destinos específicos vinha ao viajante por meio de livros, filmes e indicações de amigos e familiares que já estiveram no local em questão. No inicio da década de 2000, os aplicativos chegaram para influenciar o viajante com dicas e informações valiosas sobre diversos destinos. Exemplo disso são apps e redes sociais como o Pinterest, Instagram e Facebook. Além desses, atualmente existem milhares de sites e blogs que produzem conteúdos relevantes para quem busca um novo local para se aventurar. Mesmo os aplicativos de viagens, seja com informações, promoções ou inspiração com recursos multimídia 2D como o app da Almundo.

Considerações

Um dos pontos mais significativos na hora de fechar uma viagem é o orçamento. Antes, essa questão era definida após pesquisas assíduas em agências de viagens, sempre depois de longas negociações de preços e condições de pagamento. Hoje, com tantas opções para comparar preços, o viajante não precisa mais deslocar-se até uma loja física. Pelo próprio smartphone, através de aplicativos como Melhores Destinos e Almundo, é possível identificar boas condições e promoções diversas. Segundo dados de nossa plataforma na Almundo é possível observar o amadurecimento das compras de destinos via dispositivos móveis: atualmente, 33% das transações e 26% da receita da plataforma são geradas via dispositivos móveis.  

Planejamento

Neste aspecto, o viajante já definiu o lugar para onde irá se aventurar, mas quer entender como atrelar os objetivos da viagem ao destino. Assim, ele começa a buscar a média de preço de restaurantes, hotéis, atrações, eventos e aluguel de carro, por exemplo. Antes, era mais comum comprar livros e revistas com dicas sobre o que fazer e onde se hospedar. Muitos, até mesmo, anotavam em um caderno todas as informações relevantes para sua viagem. Com o apoio dos aplicativos, o roteiro da viagem tornou-se uma etapa que muitos usuários passaram a deixar para a última hora. De acordo com um recente levantamento da Almundo, sobre o perfil do viajante digital, os brasileiros costumam comprar passagens áreas com aproximadamente 67 dias de antecipação, ou seja, pouco mais de dois meses – período considerado pequeno comparado a outros países da América Latina. Atualmente, existem aplicativos que criam todo o roteiro para facilitar a vida dos viajantes, como o Visit a City, no qual é possível planejar sua viagem com itinerários gratuitos, guias, atividades e mapas, e ainda criar seu guia de viagem pessoal com informações completas sobre todas as atrações, compras e outras opções. Deste modo, o viajante fica mais seguro para buscar novas experiências quando chega ao destino.  

Viagem

Nesta etapa, com certeza o viajante já está curtindo o destino. Há pouco tempo, era necessário levar várias anotações, guias, memorizar nomes de rua, procurar restaurantes e ainda pesquisar o trajeto até o destino final. Hoje, ferramentas como o Google Maps possibilitam baixar o mapa do destino offline para buscar ruas, caminhos, encontrar restaurantes, além de apps para comprar ingressos e para transporte. Aplicativos como a Uber, um dos mais utilizados em 108 países, segundo a SimilarWeb, também facilitam a vida do viajante na hora de se deslocar de um local para outro.

Com todas essas mudanças de comportamento e novos recursos surgindo a todo o momento, percebe-se que a tecnologia tem facilitado, e muito, em todas as etapas do planejamento de uma viagem, oferecendo mais segurança, agilidade, tranquilidade e novas oportunidades ao viajante. O segredo está na organização e disciplina ao planejar uma viagem e a tecnologia é uma excelente aliada para tornar um passeio mais agradável, divertido e econômico.

Vitória Amaro é colaboradora de conteúdos como Expert em UX na da Almundo, a agência multicanal que está transformando a experiência de viagens no Brasil e toda América Latina.

Imagem: Divulgação

Postado por Camila Karam - 09:16 às 19/11/2018

Tópicos: Tecnologia - Plataforma - Turismo - Mercado



Leia mais sobre Turismo e Mercado