×
TURISMO SA FOR BUSINESS DESTINOS NACIONAIS DESTINOS INTERNACIONAIS CITY BREAK TURISMO E MERCADO FEIRAS EVENTOS HOTELARIA GASTRONOMIA DICAS TURISMO SA TV TESTADO E APROVADO ÚLTIMAS NOTÍCIAS PARCEIROS QUEM SOMOS - EQUIPE CONTATO
     

Whats Instagram Instagram Facebook
×
ENCONTRE SUA NOTÍCIA

TURISMO-SA - Angela Karam e Camila Karam
TURISMO E MERCADO

Turista pode dividir o pagamento em até seis vezes





Turista pode dividir o pagamento em até seis vezes

O sobe e desce do câmbio está forçando o turista brasileiro a planejar melhor como vai pagar as despesas das viagens internacionais. Não dá mais para antecipar apenas a compra de passagem, hospedagem e aluguel de carro. Além da volatilidade da moeda, a diferença de imposto entre comprar a moeda física e pagar no cartão acaba pesando no bolso. E nem todo mundo tem disponibilidade imediata de dinheiro.

Pensando nisso, a Europa Câmbio começou a oferecer a opção de parcelar a compra de moeda em espécie. O objetivo é permitir que um cliente faça a compra da moeda quando achar que a taxa está boa, dividir em até seis vezes, e travar seus gastos. A operação vale para as compras no cartão de crédito. Se feita na hora certa, o turista ainda ganha mais um prazo até o vencimento da fatura.

Edisio Pereira Neto - Europa Cmbio
Edisio  Pereira  Neto

"A operação tem custo, mas é mais barato comprar moeda em nossas lojas e dividir em seis vezes do que comprar em uma única vez com o cartão de crédito ou pré-pago no exterior", explica Edisio Pereira Neto, diretor de negócios da Europa Câmbio. "A grande vantagem, na verdade, é eliminar o risco de chegar de viagem com uma conta salgada a pagar se houver um repique na taxa de câmbio".

O executivo explica que pouca gente consegue ter dinheiro em conta para aproveitar os momentos de baixa da cotação. Aí compra menos do que gostaria, e na hora de viajar precisa recorrer ao cartão de crédito ou cartão de viagem internacional. O IOF (imposto sobre operação financeira) é de 1,1% na compra de dinheiro em espécie e 6,38% nas despesas com cartão. A cotação final da moeda só será sabida quando a fatura do cartão chegar, o que aumenta a incerteza.

Tem, ainda, os casos de quem faz compras no exterior. "No Brasil, estamos acostumados a comprar nas lojas e parcelar no cartão. Lá fora, não temos essa opção, então a pessoa acaba deixando de aproveitar os preços muito mais baixos dos produtos por não poder dividir".

A oferta está disponível nas mais de 25 lojas físicas da Europa Câmbio distribuídas no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Distrito Federal, Pernambuco, Paraíba e Alagoas. E no site da corretora, para entrega na grande São Paulo.

A Europa Câmbio é ligada à B&T Corretora, maior corretora de câmbio do país em volume de operações. Até novembro, os mais de 220 correspondentes cambiais da B&T Corretora, também vão oferecer o serviço. O Banco Central limita a R$ 10 mil

Fonte: Assessoria de Imprensa

Postado por
no dia 28/08/2018 às




ENVIE PARA UM AMIGO



Leia mais sobre Turismo e Mercado

LEIA TAMBÉM: